220 29/06/2020 às 07:30

Efeitos econômicos da covid-19 serão sentidos muito além de 2020, diz BCE

Redação Em Dia ES

As projeções apontam para um declínio de 9% na economia do bloco comum neste ano, com encolhimento de 7% do PIB da Alemanha
Efeitos econômicos da covid-19 serão sentidos muito além de 2020, diz BCE. Foto: Divulgação
Dirigente do Banco Central Europeu (BCE), Isabel Schnabel afirmou que os efeitos econômicos da crise gerada pela pandemia de covid-19 serão sentidos “muito além” de 2020. “As mudanças em nossa economia induzidas pela pandemia são, portanto, com toda a probabilidade, não apenas temporárias, mas estruturais”, disse a dirigente, em um discurso feito neste sábado.

De acordo com Schnabel, a taxa de desemprego na zona do euro provavelmente ainda estará “visivelmente mais alta” daqui a dois anos do que o previsto antes da crise. Ela destaca que as projeções apontam para um declínio de 9% na atividade econômica do bloco comum neste ano, com encolhimento de 7% do Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha, maior economia da zona do euro.

“As cadeias de valor globais já estão sendo testadas, a produtividade em muitos setores de serviços pode ser permanentemente afetada e alguns setores provavelmente nunca voltarão aos níveis anteriores à crise”, alertou.

Para a dirigente, o curso atual da política monetária do BCE contribuiu “decisivamente” para aliviar as consequências financeiras e preservar empregos e investimentos na região. “Em suma, os benefícios de nossas medidas superam claramente seus custos”, afirmou.

Schnabel defendeu o uso do Programa de Compras de Emergência de Pandemia (PEPP, na sigla em inglês) e disse que, até agora, não há sinais de que a resposta de política monetária do BCE tenha afetado significativamente a disciplina orçamentária dos governos ou criado um risco moral.

“Isto significa que as medidas tomadas pelo BCE em resposta à crise foram necessárias, adequadas e proporcionadas para garantir a estabilidade dos preços na zona do euro”, defendeu.
 
 
 

Fique em dia

  1. 1

    1 - Banestes atinge volume de R$ 195,7 milhões liberados nas linhas de crédito emergencial Banestes atinge volume de R$ 195,7 milhões liberados nas linhas de crédito emergencial
  2. 2

    2 - 37 mil militares receberam auxílio emergencial, mostra relatório do governo 37 mil militares receberam auxílio emergencial, mostra relatório do governo
  3. 3

    3 - Secont debate com municípios ações de controle e transparência no combate ao Covid-19 Secont debate com municípios ações de controle e transparência no combate ao Covid-19
  4. 4

    4 - Governo zera impostos de produtos usados no combate ao coronavírus Governo zera impostos de produtos usados no combate ao coronavírus
  5. 5

    5 - Depois de anunciar sanção, Bolsonaro diz que ainda espera MP para oficializar auxílio de ... Depois de anunciar sanção, Bolsonaro diz que ainda espera MP para oficializar auxílio de ...
  6. 6

    6 - Bandes amplia serviços on-line Bandes amplia serviços on-line
 
 
 
 

Filme em Cartaz

 

BOLETIM

Receba nossas notícias por e-mail.

)
Logomarca